Loading...

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Eu amo a Palavra.


Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade. (João 4:24)

Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. (Mar. 12:30)

Quando eu estava de viagem, rumo da Macedónia, te roguei permanecesses ainda em Éfeso para admoestares a certas pessoas, a fim de que não ensinem outra doutrina, (1 Tim. 1:3)

Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas. (Mat. 7:12)

O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. (Mat. 22:39)

Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede que não sejais mutuamente destruídos. (Gál. 5:15)

Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam. (Gál. 5:19-21)

O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará; (1 Cor. 13:4-8)

Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. (Gál. 5:22-24)

Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força. (Deut. 6:5)

Se me amais, guardareis os meus mandamentos. (João 14:15)

E eis que certo homem, intérprete da Lei, se levantou com o intuito de pôr Jesus à prova e disse-lhe: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas? A isto ele respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás. Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: Quem é o meu próximo? Jesus prosseguiu, dizendo: Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto. Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo. Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo. Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele. No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei quando voltar. Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo. (Luc. 10:25-37)

Não te vingarás, nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o SENHOR. (Lev. 19:18)

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste. (Mat. 5:43-48)

Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros. (João 15:17)

Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. (João 13:34)

e é capaz de condoer-se dos ignorantes e dos que erram, pois também ele mesmo está rodeado de fraquezas. (Heb. 5:2)

Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. (1 João 4:20)

Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado. (1 João 4:12)

A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. (Prov. 15:1)

Se o que te aborrece tiver fome, dá-lhe pão para comer; se tiver sede, dá-lhe água para beber, (Prov. 25:21)

não pagando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo, pois para isto mesmo fostes chamados, a fim de receberdes bênção por herança. (1 Ped. 3:9)

Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade. (1 João 3:18)

tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. (1 Cor. 13:7)

Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem. (Efés. 4:29)

E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas. (2 Cor. 5:17)

Ora, o intuito da presente admoestação visa ao amor que procede de coração puro, e de consciência boa, e de fé sem hipocrisia. (1 Tim. 1:5)

Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. (Tia. 1:22)

Confiança



Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.
Provérbios 3:5-6
Pensamento: Confiança. Não pode ser pela metade. Ou confiamos inteiramente ou há nuvens de suspeita. Então ao encararmos os desafios diários da vida, ou ao procurar respostas para os problemas profundos e difíceis, vamos colocar nossa inteira confiança no SENHOR. Vamos pedir para Ele nos dar a Sua sabedoria e direção ao fazermos nossas escolhas. Vamos louvá-Lo pelas boas coisas na nossa vida e buscar a Sua bênção para os próximos dias. Por quê? Porque ele anseia nos abençoar com vida, tanto agora como pela eternidade. Amém!

Oração: Ó SENHOR, meu Deus, coloco minha confiança em Ti. Por favor, guie meus passos na minha busca para Lhe trazer glória. Ajude-me nas decisões que enfrento. Dê-me discernimento ao procurar influenciar outros a compartilhar Sua graça com eles. Dê-me as palavras certas para que possa ter uma influência redentiva sobre minha família, com meus amigos e com meus colegas no trabalho. No nome de Jesus eu oro. Amém.

sábado, 25 de setembro de 2010

Ressuscitou!


Jesus Cristo se fez homem e habitou entre nós,porém nunca deixou de ser perfeitamente Deus. Sua natureza divina está provada no seu nascimento milagroso (Mateus 1.18-20)e na sua forma de viver;viveu uma vida perfeita,sem pecado(hebreus4.15).Foi o Mestre, ensinando os princípios para uma vida eterna. apois sua morte,ressuscitou com poder e grande glória.

Receba Cristo em sua casa!


Segundo a Bíblia Jesus visitou a casa de zaqueu onde levou o perdão, a casa de Simão, a casa de Pedro para curar a enfermidade,a casa de jairo onde resgatou da morte sua filha ,esteve em um casamento onde realizou o milagre do vinho,esteve na casa de amigos onde ele andou sobre as águas,depois que ressuscitou visitou os seu discípulos, e no oitavo dia ele retornou a casa para tirar a´duvida de Tomé. Creio no livro da Vida,e pela fé´que hoje ele está visitando nossas casas ,amém! quando Cristo visitou a´minha casa eu fui salvo por sua misericórdia,onde ele me curou de minha enfermidade.(Lucas 19.1-10) Amados de Deus a nossa casa é o melhor lugar do mundo para estarmos,se v/c não pensa assim, para e pense como está a sua vida com Deus. Nunca diga que sua casa e´um inferno pois não e´,sua casa e´um pedacinho do Céu e não o ninho do diabo. Digo pela graça de meu Deus,a minha e´o melhor lugar do mundo, eu sei que não existe família perfeita,mais é um lugar onde sou respeitado recebo o carinho da minha família onde oro por todos. Creia que Cristo está em sua casa, Quando Jesus visita sua casa ele não apenas arruma á casa como também,restaura vidas. Apenas faça a sua parte,abra o seu coração e receba Cristo em sua casa.

Falando com Deus!


Quando a oração é sincera ela vem de um coração puro e sincero. Ela sobe até a presença do Senhor nosso Deus. Ele quer nos abençoar,temos que manter o nosso coração puro pois a oração e´o canal. O nosso Deus sabe de todas as coisas,mas e´preciso ouvir de nossa boca em forma de oração pois ela e´o canal,amém! Deus quer nos abençoar e somos nós os únicos que acabamos por impedir a ação da bênção. Creia e não conteste no que Deus tem para te dar. Creia que ainda não aconteceu,mas acontecerá sobre sua vida. Temos que esperar o tempo de Deus,esperar com paciência Deus é fiel nunca desista ele está no controle. (Salmo;40)

Você é propriedade de Deus ele te ama.


fui educado dentro do cristianismo,ainda não cria. Entretanto,um dia Deus me tocou e disse;"Eu quero você." Naquele dia fui capturado. Sabe! como por trás de um grande cenário que há uma mão poderosa e eterna dirigindo todas as coisas. Nosso Pai celestial se alegra, quando estamos no centro de sua vontade. Somos o desejo de seu coração,somos o seu bom prazer,e seu plano plano foi feito para nós. Aonde quer que você vá,ali estará Ele(Salmo;139.7-10). Algumas vezes pode ser que você tenha se aborrecido por vir ás reuniões da igreja e decidiu ir a outro lugar. Quando você chega neste local ,Creia o Senhor Jesus já esta lá te esperando,amém! isso mostra que você é propriedade de Deus ele te ama.

A promessa de Deus


A promessa de Deus para sua vida é a sua palavra. Como diz a palavra, você tudo pode naquele que te fortalece! Ele te enche de gozo e paz e te faz um vencedor,amém! Você pode crer nesta palavra! Só você pode impedir á Deus que sua promessa se cumpra. Não se afaste de sua presença,pois a sua presença agrada a Deus. Ele quer ter comunhão com você, Ele quer restaurar á sua vida. Nunca negue o que Deus te diz ao seu coração na luz! Quando você tiver passando pela escuridão ou por vales o nosso Deus esta´contigo no vales como está nos montes. Creia você nunca está só mesmo na escuridão Deus sempre estará com você. DEUS TE AMA!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Aos olhos do pai.

conquistando o impossivel

HARPA CRISTÃ HINO *187-MAIS PERTO QUERO ESTAR

Espaço gospel.

A Mulher Samaritana - Programa Diante do Trono

A Esperança é Jesus

Deus Quer Te Abençoar

Crescimento Espíritual -

Sofrimento por Amor .

Sofrimento por Amor

Depressão & Stress

A cura da ansiedade

A cura da ansiedade .

Você é Especial .

A Bíblia Ensina Uma Sociedade Com Deus .

A Bíblia Ensina A Se Entregar .

Deus ainda fala.

Qual é o Dia de Deus.

Como entender a morte.

Regras de Deus.

O segredo do Perdão.

O julgamento de Deus.

como ser salvo.

O caminho da Vitória.

Jesus esta voltando.

Deus Existe.

Uma carta de Amor.

Falando com Deus.

domingo, 19 de setembro de 2010

DENUNCIEM A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER!!!

Lei Maria da Penha

Lei Maria da Penha
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.Ir para: navegação, pesquisa
Conhecida como Lei Maria da Penha a lei número 11.340 decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente do Brasil (que sairá do cargo em 2010 porque já foi reeleito) Luiz Inácio Lula da Silva em 7 de agosto de 2006; dentre as várias mudanças promovidas pela lei está o aumento no rigor das punições das agressões contra a mulher quando ocorridas no âmbito doméstico ou familiar. A lei entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006, e já no dia seguinte o primeiro agressor foi preso, no Rio de Janeiro, após tentar estrangular a ex-esposa.





A introdução da lei diz:

Cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providências.
—Lei 11.340

[editar] O nome

A farmacêutica Maria da Penha, que dá nome à lei contra a violência doméstica.O caso nº 12.051/OEA, de Maria da Penha (também conhecida como Leticia Rabelo) Maia Fernandes, foi o caso homenagem à lei 11.340. Ela foi agredida pelo marido durante seis anos. Em 1983, por duas vezes, ele tentou assassiná-la. Na primeira com arma de fogo, deixando-a paraplégica, e na segunda por eletrocução e afogamento. O marido de Maria da Penha só foi punido depois de 19 anos de julgamento e ficou apenas dois anos em regime fechado.

Em razão desse fato, o Centro pela Justiça pelo Direito Internacional e o Comitê Latino-Americano de Defesa dos Direitos da Mulher (Cladem), juntamente com a vítima, formalizaram uma denúncia à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, que é um órgão internacional responsável pelo arquivamento de comunicações decorrentes de violação desses acordos internacionais.

[editar] A lei
A lei alterou o Código Penal Brasileiro e possibilitou que agressores de mulheres no âmbito doméstico ou familiar sejam presos em flagrante ou tenham sua prisão preventiva decretada, estes agressores também não poderão mais ser punidos com penas alternativas, a legislação também aumenta o tempo máximo de detenção previsto de um para três anos, a nova lei ainda prevê medidas que vão desde a saída do agressor do domicílio e a proibição de sua aproximação da mulher agredida e filhos.

[editar] Críticas positivas
A juíza Andréia Pachá considera a lei um marco na história da luta contra a violência doméstica, segundo ela: " A Lei Maria da Penha foi um passo importante para enfrentar violência contra mulheres [...]" Acessado em 10 de setembro de 2008. A maioria dos segmentos da sociedade, incluindo a Igreja Católica, consideraram a lei muito bem-vinda. Inclusive em 1990 a Campanha da Fraternidade, instituída pela CNBB, escolheu o tema “Mulher e Homem — Imagem de Deus”, fazendo clara referência a igualdade de gêneros.[1] Na Câmara, a deputada representante da bancada feminina Sandra Rosado do PSB, chamou a atenção de suas companheiras para a aplicação da lei com rigor e prioridade.[2]

Os Evangélicos também consideram a lei importante. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), por exemplo, elaborou uma cartilha[3] onde condena severamente a violência praticada contra a mulher, “Temas e conversas – pelo encontro da paz e superação da violência doméstica”. Curiosamente, a própria Bíblia condena toda forma de violência contra o assim chamado "sexo frágil", em diversas passagens do Novo Testamento.

A mudança mais considerável da Lei Maria da Penha com a introdução do Art. 9º, do Art. 129, do Código Penal Brasileiro.

[editar] Críticas negativas
Alguns críticos alegam que, embora mais rara, a violência contra o homem também é um problema sério, minorizado pela vergonha que sentem em denunciar agressões sofridas por parte de companheiras agressivas.[4] É caracterizada pela coação psicológica, estelionato (como casamentos por interesse), arremesso de objetos e facadas.

Um dos pontos chave é que o artigo 5º da constituição garante direitos iguais a todos, portanto o termo "violência contra a mulher" é incompleto, pois separa a violência "[...] contra as mulheres dos demais".[5] Um caso típico, foi a série de críticas propugnadas por um juiz de Sete Lagoas, Edilson Rumbelsperger Rodrigues, contra a lei, segundo ele, entre argumentos a respeito de Adão e Eva, "A vingar esse conjunto de regras diabólicas, a família estará em perigo, como inclusive já está: desfacelada, os filhos sem regras, porque sem pais; o homem subjugado."[6]

Uma outra crítica vem do delegado Rafael Ferreira de Souza, ele afirma "Quantas vezes presenciei a própria mulher, vítima de uma ameaça ou de uma lesão corporal, desesperada (literalmente) porque seu companheiro ficaria preso [...]"

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O Conforto da Oração




O Conforto da Oração


Nos momentos de dor e tristezas,
esta dificil suportar a dor no peito?

Procure o conforto da oração...

Deus esta disposto a ouvir...

Quando você O procura,

Ele mansamente envolve sua alma em

luz e paz...

Ele oferece a você condições de vencer suas limitaões e
dificuldades...

Ele lhe dá forças para enfrentar os obstáculos e ilumina sua
mente para que encontre as soluções necessárias para os
problemas...

Na oração, entregue-se de corpo e alma, silencie sua mente e
sinta-se capaz de ouvir o seu coração...

A confiança comecará a envolvê-lo e você poderá, mais

claramente, identificar os caminhos a tomar...

Deixe Deus entrar em seu coração...

Ele esta na porta,

só esperando que você a abra e O convide

para morar com voce...

Essa convivência vai operar maravilhas em sua vida...

Deus ama você...

"Pai querido abençoa-nos neste dia...

Em Nome de teu filho amado Jesus,

Amém"

"Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça,
e todas estas coisas vos serão acrescentadas".

Mateus 6:33

A Mulher Virtuosa de Provérbios




Mulher virtuosa, quem a pode achar?
Pois o seu valor muito excede ao de jóias preciosas.
O coração do seu marido confia nela, e não lhe haverá falta de lucro.
Ela lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida.
Ela busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com as mãos.
É como os navios do negociante; de longe traz o seu pão.
E quando ainda está escuro, ela se levanta, e dá mantimento
à sua casa, e a tarefa às suas servas.
Considera um campo, e compra-o; planta uma vinha
com o fruto de suas mãos.
Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços.
Prova e vê que é boa a sua mercadoria;
e a sua lâmpada não se apaga de noite. Estende as mãos ao fuso, e as suas mãos pegam na roca.
Abre a mão para o pobre; sim, ao necessitado estende as suas mãos.
Não tem medo da neve pela sua família; pois todos os da sua casa
estão vestidos de escarlate.
Faz para si cobertas; de linho fino e de púrpura é o seu vestido.
Conhece-se o seu marido nas portas, quando se assenta entre os anciãos da terra.
Faz vestidos de linho, e vende-os, e entrega cintas aos mercadores.
A força e a dignidade são os seus vestidos; e ri-se do tempo vindouro.
Abre a sua boca com sabedoria, e o ensino da benevolência está na sua língua.
Olha pelo governo de sua casa, e não come o pão da preguiça.
Levantam-se seus filhos, e lhe chamam bem-aventurada, como também seu marido, que a louva, dizendo:
Muitas mulheres têm procedido virtuosamente,
mas tu a todas sobrepujas.
Enganosa é a graça, e vã é a formosura; mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.
Dai-lhe do fruto das suas mãos, e louvem-na
nas portas as suas obras.

Bolo de Batata- doce ( a receita da semana se vc fizer depois me diga se gostou).


Ingredientes:
1 kg de batata doce
2 colheres (sopa) de manteiga
3 ovos
100 g de coco ralado
3 colheres (sopa) açúcar refinado
1 lata de leite condensado
2 colheres (sopa) fermento em pó

Cobertura:
1 pacote de bolacha maria triturada
1 xícara de açúcar de confeiteiro
1/2 xícara de suco de laranja

Preparo:

Cozinhe e esprema as batatas.
Reserve.
Bata na batedeira o açúcar refinado e a manteiga.
Junte os ovos um a um.
Acrescente o coco, o leite condensado e o fermento bata novamente.
Junte por último a batata e mexa bem.
Coloque a massa em forma untada e polvilhada
Asse em forno médio por 45 minutos.
Cobertura:
Misture todos os ingredientes e coloque sobre o bolo ainda quente.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Sugestão de um Plano para a Leitura da Bíblia

Sugestão de um Plano para a Leitura da Bíblia

por

Douglas Kelly





Uma vez que nossas orações são tão diretamente alimentadas pelas promessas e moldadas pela palavra escrita de Deus, a antiga prática de ler um trecho da Escritura a cada dia é certamente muito sábia. Nós analisamos o poder da oração; agora vamos refletir sobre o poder da Palavra.



Solte o leão

O grande pregador inglês do século XIX, Charles Spurgeon, costumava comparar a pregação da Bíblia a “soltar o leão”. Embora a palavra pregada seja algo especial (principalmente, como dissemos, quando respaldada nas reuniões da congregação em oração), a leitura pessoal pode ter um efeito profundo sobre nós enquanto indivíduos. Compreender a mensagem da Palavra de Deus, é, na verdade, liberar em nossa vida forças tão devastadoras quanto um leão. Veja o que ela tem realizado no decorrer da História.

Quando o Parlamento escocês, em 1543, aprovou uma lei tornando legal ao povo comum a leitura da Palavra de Deus em sua própria língua, foi como se um leão tivesse sido solto... e nunca mais recapturado. Em A História da Reforma John Knox comenta que a publicação da Bíblia em inglês tornou o reavivamento religioso, a que chamamos Reforma, possível e inevitável. Ele fala acerca do ano de 1543:

Nesse tempo podia-se ver a Bíblia sobre a mesa de praticamente todos os cavalheiros. O Novo Testamento renascia nas mãos de muitos homens... e da mesma forma o conhecimento de Deus aumentou extraordinariamente, e Deus enviou seu Espírito Santo aos homens simples, com grande abundância (Vol. I, p. 45).

A Bíblia – com a bênção do Espírito Santo – trouxe o reavivamento e a reforma à Escócia do século dezesseis e a todo o Norte da Europa, e desde esse tempo continua a trazer a salvação e nova vida a indivíduos e nações. Imagine o que o conhecimento completo da Bíblia poderia fazer pela sua vida e da sua igreja! Pense como ela poderia constituir o combustível de uma vida de oração moldada e fundamentada na revelação da vontade de Deus.

Aqui está outro exemplo, mais recente, do poder da Palavra. Depois que o Marxismo tomou conta da Rússia na revolução de 1917, eles começaram a imprimir milhões de panfletos anti-cristãos. Esses panfletos destacavam trechos das Escrituras com o intuito de ridicularizá-los e apontar [presumíveis] erros.

Contudo, a impressão dessas publicações foi imediatamente interrompida quando o governo percebeu que milhares de pessoas estavam se convertendo a Cristo apenas pela leitura desses trechos “pinçados” da Palavra de Deus com o intuito de destruir a religião. Inconscientemente, as autoridades comunistas tinham soltado o leão.

Mas o que devemos ler e em que ordem? A resposta mais fundamental é esta: devemos ler a Bíblia toda de forma sistemática e regular. Precisamos nos familiarizar com toda a Palavra para conhecer a totalidade da mensagem que Deus tem para o seu povo.

Uma vez que Deus, em sua providência, inspirou de maneira infalível todos os sessenta e seis livros da Bíblia, ele deve ter algo muito importante a nos dizer em cada parte desse livro, cuja escritura ele tão cuidadosamente supervisionou. Se não lermos todas as partes da Escritura de maneira contínua, certamente perderemos coisas que devemos saber.

Ou, colocando de outra forma, Cristo nos fala em todas as partes da sua Palavra. Para ter a totalidade e a completitude de Cristo em nós, precisamos da totalidade de sua Palavra. O que o Rev. William Still de Aberdeen, Escócia, declara sobre a pregação, podemos aplicar à leitura da Bíblia: “Se você não ensinar a totalidade da Palavra à sua congregação, tanto ela quanto você se desviarão na mesma medida da extensão e importância de suas omissões: por exemplo, um cristão precisa conhecer o Livro dos Provérbios e a Carta a Filemon tanto quanto o Gênesis, os Salmos, e Isaías, os Evangelhos...” [1].

Não há razão para que os cristãos não possam ler toda a Bíblia uma vez por ano, se eles lerem pequenos trechos diários. Mas como podemos ler toda a Bíblia uma vez por ano sem sermos massacrados por genealogias, batalhas ou instruções de tabernáculo?



Um trecho por dia

O planejamento simples que se segue me foi transmitido por um proeminente e consagrado pregador, Venus Brooks, de Pembroke, Carolina do Norte. Foi útil para diversas pessoas, desde dos tempos dos Puritanos e foi concebido para abarcar as Escrituras em exatamente 365 dias.

Seu principal valor está em oferecer uma leitura variada, colocando-nos em contato com diferentes partes da Escritura a cada dia e oferecendo uma continuidade por fazer-nos retornar à mesma seção no mesmo dia da semana durante todo o ano. Outra vantagem desse planejamento é ajudar-nos a compreender a maravilhosa unidade e notável interconecção entre as várias partes da Escritura.

Por exemplo, o texto que você lê no Domingo em Salmos pode ser citado no sábado em Hebreus.

• Domingo: leia 5 capítulos de Salmos (e então passe para os livros seguintes: Provérbios, Eclesiastes, Cântico dos Cânticos).

• Segunda-feira: leia 3 capítulos de Gênesis (e dos livros que seguem: Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio).

• Terça-feira: leia 3 capítulos de Josué (e então passe para Juízes, Rute, 1 Samuel, 2 Samuel, 1 Reis, 2 Reis).

• Quarta-feira: leia 3 capítulos do Livro de Jó, depois de terminar o Livro de Jó inicie 1 Crônicas, 2 Crônicas, Esdras, Neemias, Ester).

• Quinta-feira: leia 3 capítulos de Isaías (e os livros seguintes: Jeremias, Lamentações, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias).

• Sexta-feira: leia 3 capítulos de Mateus (e os livros seguintes: Marcos, Lucas, João, Atos).

• Sábado: leia 3 capítulos de Romanos (e os livros seguintes: 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, 1 Tessalonicenses, 2 Tessalonicenses, 1 Timóteo, 2 Timóteo, Tito, Filemon, Hebreus, Tiago, 1 Pedro, 2 Pedro, 1 João, 2 João, 3 João, Judas, Apocalipse).



Para controlar onde você parou a cada semana, você precisará de um marcador de páginas em cada parte. Marque o local em cada uma das sete partes. Então, a cada dia, quando você chegar ao final da seção que leu, você fará algum tipo de marcação em sua Bíblia, para saber exatamente onde retomar a leitura quando voltar a essa parte na semana seguinte.

Até o final do ano, você perceberá que terminará algumas partes antes das demais, porque elas não têm exatamente a mesma extensão. Nesse caso, transfira o seu marcador de páginas para uma das três partes mais extensas e leia dessa parte duas ou três dias mais até terminá-la.



Água da vida

Mas então como liberar o poder de Deus, semelhante ao do leão, em minha vida? Assim como acontece com a oração, para que a devoção se torne parte integrante de nossa vida precisamos manter sempre presente em nosso pensamento a visão de quem é Deus.

O último capítulo da Bíblia fala de um rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro (Ap 22.1). Nós vimos no início de nosso estudo sobre oração que os livros do Apocalipse e de João freqüentemente falam de Deus em termos de vida e luz e amor. Assim o capítulo 22 do Apocalipse pinta-nos um quadro da vida, da luz e do amor de Deus fluindo até nós como um rio.

Como podemos ser tocados por este rio? A resposta está em que ele flui através da Escritura e inunda o local de oração para aqueles que fazem da devoção diária uma prioridade em suas vidas. Se você não estiver convencido da verdade desta afirmação, pelo menos tente, e perceberá que uma atmosfera sobrenatural penetrará sua vida e começarão a ocorrer coisas com que você jamais sonhou.

Por exemplo, você perceberá que sua mente estará cada vez mais povoada de pensamentos sobre Deus, e que sua perspectiva de vida começa a mudar. Os dias já não passam sem que se tenha um pensamento para Jesus. Você começa a orar quando surgem as dificuldades, ao invés de reclamar delas, e passa a reconhecer a mão de Deus agindo quando as coisas começam a mudar. O louvor brotará de seu coração à medida que você estiver cada vez mais atento às suas bênçãos.


A atitude certa

Um dos mais admiráveis e tranformadores guias de leitura da Bíblia pode ser encontrado na Pergunta 90 do Breve Catecismo de Westminster:

P: Como se deve ler e ouvir a Palavra a fim de que ela se torne eficaz para a salvação?

R: Para que a Palavra se torne eficaz para a salvação devemos ouvi-la com diligência, preparação e oração; recebê-la com fé e amor, guardá-la em nossos corações, e praticá-la em nossa vida.

Para que as bênçãos da Palavra de Deus possam fluir em nossas vidas, a primeira coisa a fazer é “ouvi-la com diligência”. A atitude de quem buscar a Palavra é semelhante à de um garçom em um restaurante, servindo as pessoas à mesa. Ele presta muita atenção para anotar corretamente o pedido e então enviá-lo à cozinha. Se devemos anotar os pedidos da Escritura, precisamos estudá-la profundamente e abrir os ouvidos para o entendimento e humildemente seguir seus ensinamentos.

Dr. Alexandre Whyte, de Edimburgo, exemplifica graficamente o que significa ser diligente. Ele costumava dizer à sua congregação para imaginar alguém inclinando sua cabeça o mais possível para o lado de quem falava, para não perder uma só palavra do que se dizia! Se nos aproximarmos das Escrituras com a idéia de que algo muito importante nos será revelado e do qual nós não queremos perder uma letra sequer, então se criará um clima de reverência e expectativa, que abre espaço para as ricas mensagens que emanam de Deus.

Que diferença de uma leitura superficial e sem interesse da Escritura diante da televisão barulhenta ou das crianças que falam todas ao mesmo tempo, e meu pensamento está a milhares de quilômetros de distância fazendo planos para a viagem da semana seguinte!

Quando lemos a Palavra de Deus devemos nos colocar em atitude de silêncio, reverência e expectativa, que atrairá a presença do Espirito Santo, ao invés de entristecê-lo e afastá-lo de nós. Em última análise, ele é quem deve transmitir a mensagem; assim, estar atento à Palavra de Deus é uma forma de glorificar e amar àquele que originalmente inspirou o texto.



Uma preparação adequada

Preparar-se para receber a mensagem significa simplesmente preparar-nos para estudar a Palavra de Deus. Obviamente, um novo nascimento é uma preparação essencial para o entendimento das Escrituras, pois o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não podem entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente (1Co 2.14).

Quando o Espírito Santo nos leva ao nascimento em Cristo, ele derrama luz sobre o nosso entendimento, para que possamos ver e compreender as verdades de Deus; ele abre os nossos ouvidos para que ouçamos a voz do Bom Pastor falando nas Escrituras. Conquanto seja maravilhoso e essencial, contudo o novo nascimento não nos garante que a cada vez que abrimos a Bíblia estejamos suficientemente preparados para estudar as Escrituras.

Uma vez que as Escrituras foram escritas em outra época e cultura, e uma vez que as suas diferentes partes estão relacionadas e dependem umas das outras, é preciso um estudo contínuo de nossa parte para que estejamos cada vez melhor preparados para entender exatamente (nas palavras do Catecismo Maior, Pergunta 157) qual o “conteúdo e propósito” dos textos. Manuais bíblicos, bons comentários, a Confissão de Fé de Westminster e, acima de tudo, a pregação de pastores fiéis , podem ajudar-nos a estar preparados para interpretar corretamente a Palavra de Deus.


Aproxime-se da Palavra de Deus com a oração

Mas há algo ainda mais primordial do que o estudo para abrir nossas vidas para receber a Palavra de Deus: toda a nossa leitura da Bíblia deve ser temperada com a oração. João Calvino regularmente fazia esta oração antes de iniciar suas conferências sobre a Bíblia:

Que o Senhor nos conceda contemplar os mistérios de sua sabedoria celestial com devoção sempre crescente, para sua glória e para a nossa edificação. Amém.

Seria bom fazermos esta oração antes de nossa leitura pessoal da Bíblia. Mas para fertilizar a nossa leitura da Bíblia com vida, precisamos fazer mais do que dizer uma oração inicial. Precisamos orar durante toda a sua leitura: precisamos transformar determinados trechos da leitura em oração. Se você quiser aprofundar seus conhecimentos sobre como transformar as promessas de Deus em oração, leia A Vida de Elias, de A.W.Pink. De maneira prática e inspirada, Pink nos mostra através das experiências de Elias, como orar de acordo com as promessas.


Ansiosa expectativa

Depois de pecar no Jardim do Éden, Adão e Eva se esconderam de Deus e ouviram aterrados a sua voz. Mas graças à morte de Jesus por nós, e porque fomos trazidos à sua vida de ressurreição nós também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem recebemos agora, a reconciliação (Rm 5.11). Ao invés de fugir de um Deus irado, nós ansiamos pelo encontro de um Pai que ama e nos reconcilia consigo com mensagens de ternura pessoal e de graça nas páginas de sua Palavra Sagrada.

É assim que eu costumo encarar a antecipação. Depois que ficamos noivos, eu e minha futura esposa ficamos separados pelo Oceano Atlântico por diversos meses até que ela terminasse os seus estudos na Inglaterra. Como eu esperava ansioso pelas suas cartas! E como as recebia com amor! Se recebermos a Palavra de Deus com a mesma disposição, quão numerosas bênçãos não estarão reservadas a nós e àqueles que convivem conosco.


O valor da memorização

Não é novidade que o Catecismo ensina o valor da memorização das Escrituras. E isso não é válido apenas para as crianças: deveríamos continuar a memorizar trechos da Escritura por toda a nossa vida. Podemos selecionar versículos de nossa leitura diária que tiveram especial significado para nós. Outra opção são os esquemas que podem ser seguidos, como os estabelecidos pelos Navegadores ou pela Associação de Memorização Bíblica .

O pastor de minha igreja fez recentemente uma pregação baseada em 1 Coríntios 13. Ele recomendou à congregação que memorizasse esse belo capítulo. Nossa família passou a fazer isso todas as noites antes do jantar. Certo dia eu fui tentado mais de uma vez a agir de forma pouco amável. De repente estas palavras saltaram diante dos meus olhos: O amor é paciente... não se ensoberbece . Como eu dei graças a Deus por ter me encorajado a tomar o caminho do alto através de sua Palavra que foi semeada em meu coração!

Em última análise, devemos memorizar as Escrituras para que elas se tornem parte de nossos pensamentos, pois Como imagina em sua mente, assim ele o é (Pv 23.7). Que melhor forma de suas orações se tornarem conforme a vontade de Deus! E que rico manancial de bênçãos não teríamos junto de seu Doador como fundamento para a nossa oração!


Esforço recompensado

A leitura da Bíblia nem sempre é linear. Como a oração, ela exige algum esforço para que tomemos posse de tudo o que Deus nos reserva. Mas lembre-se: Deus nos predestinou e nos chamou para Cristo, para que déssemos frutos (Jo 15.16). O Espírito Santo qualifica os crentes a tornarem-se praticantes da palavra e não somente ouvintes (Tg 1.22).

Uma das leis básicas do reino é que aquele que é fiel nas pequenas coisas será feito senhor de muitas coisas (Mt 25.23). Depois que fielmente tivermos cumprido as coisas simples que Deus nos convida a realizar através de sua Palavra ele, a seu tempo, nos mostrará desafios maiores. É o mesmo princípio de maturidade que já estudamos: devemos ser fiéis no Jardim de Infância antes que Deus nos envie para a Universidade! Que Deus nos conceda a fidelidade à leitura da Bíblia da mesma forma que à oração.



NOTAS:

[1] - William Still, The Work of the Pastor , 3 a edição (Aberdeen, Escócia: Igreja de Gilcomston [do Sul], 1984) Ver também “A Charge to Students” em A Symposium from Past Issues of the TSF Bulletin (Londres: Sociedade dos Estudantes de Teologia, 1964).







--------------------------------------------------------------------------------

Fonte: Douglas Kelly, Se Deus já sabe, por que orar? (São Paulo: Cultura Cristã, 1996), pp. 189-198.


Este artigo é parte integrante do portal http://www.monergismo.com/. Exerça seu Cristianismo: se vai usar nosso material, cite o autor, o tradutor (quando for o caso), a editora (quando for o caso) e o nosso endereço. Contudo, ao invés de copiar o artigo, preferimos que seja feito apenas um link para o mesmo, exceto quando em circulações via e-mail.



--------------------------------------------------------------------------------

http://www.monergismo.com/

Este site da web é uma realização de
Felipe Sabino de Araújo Neto®
Proclamando o Evangelho Genuíno de CRISTO JESUS, que é o poder de DEUS para salvação de todo aquele que crê.

TOPO DA PÁGINA

Estamos às ordens para comentários e sugestões.

Livros Recomendados

Recomendamos os sites abaixo:

Monergism/Arquivo Spurgeon/ Arthur Pink / IPCB / Solano Portela / Spurgeon em Espanhol / Thirdmill
Editora Cultura Cristã /Editora Fiel / Editora Os Puritanos / Editora PES / Editora Vida Nova

sábado, 11 de setembro de 2010

DEUS É FIÉL


DEUS É FIÉL /:
O tempo é de momentos de preparação para algo maior e muito melhor!
Deus sempre tem o melhor para sua vida.
ESPERE!!!
Que o tempo trará todas as bênçãos.
Que são presentes de Deus para VOCÊ!
NÃO CORRA!!!!
Porque Nosso PAI manda sempre esperar.
CONFIE!!!
Que no tempo, na hora, no exato momento,
O teu pedido será respondido, tua oração atendida.
Confie no Senhor O IMPOSSÍVEL ELE FARÁ!
ELE É NOSSO REFÚGIO!
DESCANSE...
Deixa DEUS cuidar do seu tempo, pois Ele não falha, ELE não chega atrasado,
e tudo é perfeito no tempo de DEUS!
Entrega, descanse e confie!O Sonho mais ousado que vc tiver...
ainda será pequeno,comparando ao que DEUS tem pra você!!!
imagina a benção q estar reservada para sua vida é GRANDE
"Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram,
nem chegou ao coração do homem o que
DEUS tem preparado para aqueles que o amam!"
Ninguém pode frustrar os planos do Senhor pra tua vida!

NÃO DEIXE O PASSADO DOMINAR SEU FUTURO Rt 1.8-18





MEDITAÇÃO Nº 03
NÃO DEIXE O PASSADO DOMINAR SEU FUTURO Rt 1.8-18

Todos nós temos uma história. Rute e Órfa também tinham uma história. A história das duas eram histórias tristes. De sonhos desfeitos, de lágrimas, de perdas, de luto e de frustração. As duas foram visitadas pela dor. As duas receberam duros golpes da vida. Tanto Rute, quanto Órfa
Estavam destruídas por dentro. Quanto aos sentimentos ambas estavam amarguradas. Quanto às memórias, o que dominava eram as lembranças amargas.
A volta de Noemi para Belém representava para as duas uma oportunidade de mudança. Era a oportunidade de esquecer o passado e apostar no futuro.
Noemi diz que vai seguir em frente e oferece às duas a oportunidade de voltar atrás.
Uma das duas noras opta por regressar a sua casa e ao seu passado. O nome dela é Orfa que singnifica “a que volta as costas”. Ela representa todas aquelas pessoas que voltam ao passado para resolver seus problemas. Ela representa também as pessoas que vivem presas ao seu passado.
A outra é Rute e opta pela fidelidade à sua sogra. O nome dela significa “fiel, amiga”.
Uma opta pelo passado, outra pelo futuro
As lições que aprendemos com as duas noras de Noemi tem muita relevância para nossa vida, pois somos pessoas com história. E somos hoje o que o passado fez de nós. O ódio de hoje foi o ressentimento de ontem.A amargura de hoje foi tristeza ontem. A inimizade de hoje, foi um simples desentendimento ontem. Também o sucesso de hoje foi um risco ontem. A alegria de hoje foi uma tentativa ontem.
O nosso futuro é determinado pela maneira como enfrentamos nosso passado.
1 – O PASSADO SEMPRE VAI TENTAR NOS SEGURAR PRESOS A ELE . vs 8 -10
O passado é uma força capaz de nos dominar. O passado é terra onde já pisamos. O futuro ainda é uma possibilidade.
As duas receberam a oportunidade de voltar. Voltar para casa, tentar tocar a vida, sem contudo tomar nenhuma decisão de mudança.
Não podemos tocar nossa vida enquanto não esquecermos o passado. Não podemos seguir rumo à vitória, enquanto não nos libertarmos do passado. O Apóstolo Paulo nos ensinou muito bem a lição: “esquecendo das coisas que para trás ficaram, prossigo para o alvo” (Fp 3.13-14)

2 – O PASSADO QUANDO AMARGO É INIMIGO DE NOSSAS ESPERANÇAS – vs 11-13
Noemi diz a elas que não pode oferecer esperança nenhuma a elas. Noemi não tem nada a oferecer a lhes oferecer..
O passado sempre volta nos momentos mais difíceis de nossa vida. Quando pensamos que vamos ter alguma esperança. Quando pensamos que nossa vida vai mudar, vem à nossa mente as lembranças amargas, as memórias dos momentos difíceis que vivemos. Precisamos lembrar que o passado não pode ser mudado. As coisas que fizemos no passado não podem não existir, mas para isso o Senhor já providenciou soluções. Para os nosso erros passados ele providenciou o perdão. Para toda a vida que passou ele providenciou o novo nascimento, que faz com que possamos viver uma nova vida. Através da presença de Jesus em nossa vida passamos a viver as coisas novas de Deus (2 Cor 5.17)

3- VOLTA ATRÁS AQUELE QUE VIVE PRESO AO PASSADO . V.14
Orpha não conseguiu acreditar no futuro. Orfa achou melhor voltar. Ela preferiu o seu passado do que o futuro.
Assim como ela muitas pessoas não conseguem ir adiante em sua aposta no futuro. Não conseguem mudar de vida. Não acreditam na cura, pois já estiveram doentes. Não acreditam em amizades porque tiveram inimigos. Não confiam nas pessoas porque já foram traídas.
Estas pessoas não deixam que o poder do Senhor Jesus transforme seu coração. Estas pessoas não são abençoadas pois uma força as puxa para baixo. Elas ficam paradas, vêem o tempo passar, outras pessoas sendo abençoadas, prosperando, crescendo e sendo ungidas, mas elas estão amarguradas com o que aconteceu ontem que não reconhecem o poder de Jesus.
Um exemplo é Marta. Quando seu irmão Lázaro morreu, Jesus demorou quatro dias para chegar, ela ficou presa ao dia da morte de seu irmão e não acreditou que Jesus poderia ressucitá-lo. É preciso reconhecer que Jesus é poderoso hoje para transformar sua vida.

4 – A CURA PARA O PASSADO AMARGO É DEIXÁ-LO PARA TRÁS, VIVENDO AS OPORTUNIDADES DO PRESENTE V. 16-18
Rute ao contrário de Orfa e da maioria das pessoas tomou uma atitude bem diferente. Ao invés de usar seu passado para lamentar, parar, ficar chorando ela surpreendeu todo mundo usando o passado para não voltar à ele.
Ela não queria sofrer outra vez. Aquela terra não a fez feliz. Aquele povo não a ajudou. Aquele Deus não mudou sua vida.
Rute ao deixar seu passado para trás tomou a única atitude que um vencedor em Cristo pode tomar. Se ficarmos remoendo, lembrando nossas mágoas, nossas revoltas, nossas tristezas, nossos erros, não daremos oportunidades para o Senhor agir em nossa vida. Não cresceremos, não seremos abençoados e veremos outras pessoas avançando e nós ali, paralisado pelas lembranças que já deveriam estar anuladas.

CONCLUSÃO
Nossa vida em Cristo é tão profunda, quanto a intensidade de nossas decisões. Nossa atitude com o passado é uma questão de decisão. Decida vencer o passado. Dê um passo a frente. Moabe a terra da ausência da benção deve ficar para trás. Devemos escolher Belém a terra do pão. Jesus é o nosso pão. Ele é nossa melhor decisão. Ele diz: “Venha a mim, você que está cansado e exausto” (Mt 11.28). Você que cansou de viver aprisionado pelo passado, aceite a provisão de Cristo para ser liberto e Deus vai te abençoar. De Lú Morena Enviada: sábado, 11 de setembro de 2010 4:03:04
Para: carlos fahed (carlosfahed@hotmail.com)

Email Gospel.(Mensagens e textos recebidos por email)


Gotas Bíblicas

Aflições do Tempo Presente | Pr. Olavo Feijó

Romanos 8:18 - Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.

A revelação de Jesus de que nós, seus discípulos, teremos tribulações neste mundo, é desenvolvida pelo Apóstolo Paulo. Ele escreveu: "Tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada" (Romanos 8:18).

A Bíblia nunca nos mandou fechar os olhos para as mazelas do mundo, fingindo que nada de ruim está acontecendo. Pelo contrário, em muitos contextos, a podridão de nossa vida é descrita realisticamente.

O que a Bíblia não admite é o terrorismo pessimista que nos ensina, como a mulher de Jó, que o melhor é "amaldiçoar teu Deus e morrer". O Senhor, que nos criou, nos dotou de uma atitude poderosa chamada esperança. Não uma esperança míope, fantasiosa, que descreve como cor de rosa aquilo que é escuro. Mas a postura, baseada na experiência da fé, que já viu o Senhor resolver os próprios problemas, no passado. Por isso, Paulo ensina: as dores de hoje apontam para a saúde vitoriosa do amanhã. Cristo reside no nosso amanhã.



Palavra Que Transforma

Uma intromissão Divina - Parte 2 | Pastor Sérgio Fernandes

Mateus 1:18 - ¶ Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.

O Senhor pode estar trabalhando neste exato momento em sua vida. Sem você ver! Sem você sentir!


fonte; site amor em Cristo