Loading...

sábado, 27 de março de 2010

amarmos uns aos outros?


Os mandamentos
Por que razão chama Jesus «novo» ao mandamento de nos amarmos uns aos outros?
Uma só vez, Jesus qualificou um mandamento como «novo». Na noite da sua paixão, ele disse aos seus discípulos: «Dou-vos um novo mandamento: que vos ameis uns aos outros; que vos ameis uns aos outros assim como eu vos amei» (João 13,34). De que forma este mandamento é novo? O amor mútuo não é já pedido no antigo mandamento: «Amarás o teu próximo como a ti mesmo» (Levítico 19,18)?

Jesus dá ao amor uma nova medida. Ele diz «como eu vos amei» no momento em que, por amor, dá tudo. «Antes da festa da Páscoa, Jesus (…), que amara os seus que estavam no mundo, levou o seu amor por eles até ao extremo» (João 13,1). Começa por lhes lavar os pés, dizendo: «É um exemplo que vos dei» (versículo 15). Em seguida, profundamente perturbado pelo facto de um dos Doze, o apóstolo Judas, o ir trair, continua contudo a amá-lo, exprimindo o seu amor pelo dom de um bocado de pão em que pegou «e deu a Judas» (versículo 26). E finalmente, o dom do exemplo e o dom do bocado de pão acabam no dom do mandamento: «Dou-vos um mandamento novo.»

Imediatamente antes do mandamento novo encontra-se uma palavra enigmática: «Agora o Filho do homem foi glorificado» (versículo 31). Como é que Cristo é glorificado antes de entrar, pela cruz e ressurreição, na glória de seu Pai? Já está glorificado, pois a sua glória é amar. Esta é a razão pela qual é agora, quando «ama até ao extremo», que a sua glória é manifestada. Judas «saiu de noite» para o entregar. Mas Jesus não aguenta passivamente este facto; libertado, ele próprio se entrega, continua a amar numa situação que parece sem esperança. É nisto que está a sua glória.
Com o mandamento novo, Jesus associa os seus discípulos ao que ele viveu, permite-lhes que amem como ele ama. Nessa noite,Orou: «que o amor que me tiveste esteja neles e eu esteja neles também» (João 17, 26). Desde então, habitá-los-á como amor, amará através deles. Não dá só uma palavra para obedecer, dá-se a ele próprio. Com o dom do mandamento , Jesus faz dom da sua presença.

Nenhum comentário: