Loading...

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Entendendo e Atendendo a Chamada de Jesus






"Depois que João foi preso, Jesus seguiu para a região da Galiléia e ali anunciava a boa notícia que vem de Deus. Ele dizia: Chegou a hora, e o Reino de Deus está perto. Arrependam-se dos seus pecados e creiam no evangelho. Jesus estava andando pela beira do lago da Galiléia quando viu dois pescadores. Eram Simão e o seu irmão André, que estavam no lago, pescando com redes. Jesus lhes disse: Venham comigo, que eu ensinarei vocês a pescar gente. Então eles largaram logo as redes e foram com Jesus. Um pouco mais adiante Jesus viu outros dois irmãos. Eram Tiago e João, filhos de Zebedeu, que estavam no barco deles, consertando as redes. Jesus chamou os dois, e eles deixaram Zebedeu, o seu pai, e os empregados no barco e foram com ele"(Marcos 1.14-20).

Encontramos no primeiro capítulo do Evangelho de Marcos a chamada dos primeiros discípulos de Jesus, que torna-se modelar e fundamental para a nossa compreensão acerca do que Jesus quer de cada um de nós seus seguidores. Quero chamar a sua atenção para alguns aspectos desta chamada a fim de que possamos corresponder as expectativas do Senhor Jesus no que diz respeito a tarefa de anunciar as Boas Novas do Evangelho aos que estão perdidos nas trevas do pecado.

O primeiro aspecto que devemos observar é a estratégia usada por Jesus e como ele considerava as oportunidades que tinha. A estratégia inicial de Jesus foi bem específica: "...pregando o Evangelho de Deus"(v.14). Jesus anunciava a boa notícia de salvação. Essa pregação era o alvo de Deus bem antes de Jesus ter aparecido, como bem indica o profeta Isaías: "Como é bonito ver um mensageiro correndo pelas montanhas, trazendo notícias de paz, boas notícias de salvação! Ele diz a Sião: "O seu Deus é Rei!"(Isaías 52.7). O que Jesus estava anunciando era algo novo e nunca visto anteriormente, era a salvação através de alguém que veio de Deus. Note que Jesus com o seu exemplo quer nos ensinar a responsabilidade da proclamação do Evangelho.

O conteúdo da sua mensagem procurava destacar a importância que Deus dá ao homem enviando-lhe o seu reino: " o tempo esta cumprido, e é chegado o reino de Deus"(v.15). A palavra tempo é a tradução da palavra grega Kairós que tem o significado de "tempo oportuno, próprio", diferente do tempo cronológico do relógio. O tempo de Deus não é medido pelo relógio do homem, muito embora a sua ação se dê na história do homem. A hora decisiva da ação salvadora de Deus na história do homem acontece nesse momento em que o Senhor Jesus começa a anunciar o Evangelho e a dizer que é chegado o Reino de Deus.

Este reinado significa a soberania, o governo eterno e absoluto de Deus: "Ao Deus Eterno pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os que nela vivem são dele"(Salmo 24.1). Esse anúncio de que é chegado o reino de Deus deve ser entendido de maneira parcial, por não ter sido ainda completamente estabelecido. A velha ordem do pecado, da tristeza, da separação, ainda não passou, e a luta entre o bem e o mal continua. Com o anúncio de Jesus, porém, sabemos que os poderes do mal já estão vencidos, porque é chegado o Reino de Deus. Para que Jesus nos chama? Para que anunciemos o Evangelho e façamos isto aproveitando bem as oportunidades.

Nenhum comentário: