Loading...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Oração e Jejum.(fonte recebida por email)


ONDE, QUANDO E COMO ORAR

Muita coisa se tem falado e ouvido a respeito desse assunto e a maioria das pessoas continuam com suas dúvidas ou seguem preceitos humanos. Vamos ver o que a Bíblia nos diz quanto a isso.

QUANTO AO LOCAL

Gen. 24:63 – Isaque ora no campo.

Mat. 14:23 – Jesus subiu ao monte para orar.

João 11:41,42 – Jesus orou no cemitério.

Atos 21:05 – Paulo ora na praia.

Atos 22:16 – Paulo ora no templo.

Dan. 6:10 – Daniel orava no quarto.

Jon. 2:1 - Jonas ora no ventre da baleia.

Atos 9:11 - Paulo ora na casa do seu amigo.

Atos 16:25 – Paulo e Silas oram na cadeia.

Em Mateus 6:6 Jesus manda orar no quarto. O que você acha disso ?

Descubra o local certo de orar, lendo os seguintes textos : João 4 : 20 – 24 e I Tim. 2:8

QUANTO AO TEMPO

Gen. 24:63 – Isaque ora no cair da tarde.

Sal. 5:3 - Davi ora pela manhã.

Sal. 42:8 - Davi ora à noite.

Sal. 119:63 – Davi ora à meia-noite.

Sal. 55:17 - O salmista ora de manhã, ao meio dia e à tarde.

Dan. 6:10 - Daniel ora 3 vezes ao dia.

Mateus 26:36 – Jesus ora de madrugada.

Atos 16:25 - Paulo e Silas oram perto da meia noite.

Descubra a hora certa de orar, lendo o seguinte texto : I Tes. 5:17

QUANTO A MANEIRA

Gen. 24:63 – Abraão ora ajoelhado.

Êxo. 17:12 - Moisés ora assentado.

Sal. 5:3 - Ezequias ora deitado.

Sal. 42:8 - Davi ora em pé.

Dan. 6:10 - Daniel ora de joelhos.

Atos 16:25 – Paulo ora assentado e acorrentado.

Existe um ensinamento corrente sobre fecharmos os olhos para orarmos, essa atitude se refere à nossa capacidade de nos concentrarmos mais na oração quando não vemos o que acontece ao nosso redor. Para algumas crianças ensinamos também que devem ajuntar as suas duas mãos de forma que ela também não se distraia com movimentos das mãos ou dedos. Creio que o fechar dos olhos é uma boa ferramenta para os momentos de oração, visto que nem todos conseguem se concentrar se permanecer com os olhos abertos, porém existem certas situações em que se deve necessariamente orar de olhos abertos

Quando se está andando, dirigindo ou fazendo alguma outra coisa

Quando se está orando por pessoas potencialmente endemoniadas
A posição de joelhos talvez seja a preferida pela maioria dos crentes, porém a atitude de oração deve estar primeiro no coração, depois, conforme a situação, necessidade ou local obedecer o princípio da reverência e humildade diante do Senhor.

Descubra a maneira certa de orar, lendo o seguinte texto : Heb. 10:22

Na próxima parte veremos o que a Bíblia nos ensina sobre as respostas da oração, quando e como elas vêm e como ela pode ser ou estar sendo impedida. Releia essa, a primeira e a segunda apostila e comece a colocar em prática tudo o que o Espírito Santo tem te ensinado.

RESPOSTAS À ORAÇÃO

Quando nos dedicamos a orar é claro que desejamos ver as nossas orações atendidas e a Bíblia nos ensina muito a respeito da certeza de que elas serão realmente atendidas, vejamos :

A CERTEZA DE QUE ORAÇÕES SÃO RESPONDIDAS

É de grande significância que, sempre que o Novo Testamento fala de petições dirigidas a Deus, ressalta que tais petições são atendidas ( Mt. 6:8; 7:7-11; 18:19; 21:22; Jo. 14:13-14; 15:7, 16; 16:23-24, 26; I Jo. 3:22; 5:14-15; Tg. 1:5 ). É como se as testemunhas no NT quisessem muito especialmente encorajar os homens a orarem, dando a certeza ao suplicante que Deus ouve tais pedidos. O NT tem consciência de que esta certeza conserva viva toda a oração; no caso de tal certeza se enfraquecer ou diminuir por causa da dúvida, a oração pereceria.

Qual a base dessa certeza oferecida pelo NT ? Em Mt. 7:8, o fato de os pedidos serem ouvidos se declara como princípio básico do Reino de Deus. Todo o que pede recebe. Esse princípio é o fundamento da injunção, com a promessa que a acompanha: Pedi, e dar-se-vos-á. Deus é o pai que ama os Seus mais do que um pai terrestre ama seus filhos, e que portanto, no poder deixar que as petições deles sejam em vão, pelo contrário, dá-lhes tudo o que precisam. Existe também outra certeza que percorre a totalidade da Bíblia e que sustenta tudo o que ela diz : a certeza de que Deus é um Deus vivo que ouve e v, e que tem o coração cheio de compaixão.

O NT ressalta repetidas vezes a lição, porém, que a oração que Deus responde deve ser o tipo certo de oração. Há alusão a isto em Mt. 7:7-8, onde os verbos buscar e bater se empregam em paralelo com pedir. Freqüentemente a Bíblia nos orienta em direção a Deus. Assim, temos um indício daquilo que se constitui a oração verdadeira.

1.Deve estar à altura da natureza d'Aquele a quem se dirige a oração; nesse caso nossos pedidos estarão em conformidade com a Sua vontade ( conforme I Jo. 5:14 pedir alguma coisa de acordo com Sua vontade ). Pedir algo da parte de Deus pedir a Ele alguma coisa justa e boa ( Mt. 7:11 ). Lucas interpreta tal pedido no sentido de pedir o Espírito Santo ( Lc. 11:13 ).

2.Deve ser feita com fé, pois nunca podemos nos esquecer da Pessoa a quem nos dirigimos : O Deus Vivo, o Onipotente para quem nada impossível ( Lc. 1:37 ), e da parte de quem, portanto, pode-se esperar todas as coisas. ( Veja Mt. 21:22; Tg. 1:5-6 ). Duvidar de Deus é fazer injustiça a Ele, pois a dúvida faz pouco de Sua divindade, julga falsamente o Seu caráter, e , portanto, nada recebe da parte d'Ele ( Tg. 1:7 ). A verdadeira oração se vincula com a f, isto , com a certeza de ser atendido. O NT encoraja tamanho grau de certeza que o suplicante pode acreditar realmente que j recebeu o seu pedido no exato momento de pedir ( Mc. 11:24; I Jo. 5:15 ). As passagens correspondentes nos escritos de João expandem a idéia de pedir com fé : este fato, segundo se nos diz, decorre das palavras d'Ele que permanecem em nós ( Jo. 15:7 ), isto é, do fato de estarmos em comunhão tão estreita com Jesus e com Sua palavra que em nós habita, que o nosso pedido há, certamente, de ser, conforme a Sua vontade. I Jo. 3:22 avança um pouco mais na esfera da ótica : Aquilo que pedimos, d'Ele recebemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos diante d'Ele o que lhe é agradável, isto , porque a nossa petição brota de uma atitude correta diante de Deus. É possível que Mt. 18:19 seja relevante nesse ponto : a oração uníssona dos discípulos indica que foram renunciados todos os desejos egoístas, pois a oração egoísta falsa, e nada recebe da parte de Deus ( Tg. 4:3; Mc. 10:35 ).

AS RESPOSTAS QUE DEUS DÁ

São quatro as respostas que Deus dá às nossas orações : sim, espera mais um pouco, não e o silêncio.

SIM => Essa resposta ser sempre obtida se observarmos os preceitos acima descritos.

ESPERA MAIS UM POUCO => Esse tipo de resposta sempre nos leva necessidade da prática da perseverança ( Lc. 18:1-8 ).

NÃO => Uma resposta assim ser o resultado de no termos pedido conforme Sua vontade, e sempre ser para o nosso benefício. ( Rm. 8:28; Tg. 4:7a. )

SILÊNCIO => Essa atitude de Deus pode implicar que existem impedimentos à nossa oração. ( I Sm.28:6 ).

É muito importante que estejamos atentos s respostas de Deus e sempre prontos a aceitá-las com humildade e submisso, glorificando a Deus e sendo grato a Ele por tudo, mesmo que Suas respostas no sejam o que desejamos.

Na próxima parte veremos o que a Bíblia nos ensina sobre como a oração pode ser ou estar sendo impedida. Releia essa, e todas as outras apostilas e comece a colocar em prática tudo o que o Espírito Santo tem te ensinado.

Nenhum comentário: